domingo, 18 de março de 2007

Renascido

Deixaste que eu partisse, Pai,
À procura de coisa nenhuma...
Respeitaste a minha escolha,
A minha liberdade...
Decerto sofreste
Ao ver-me partir,
Cheio de orgulho,
Cheio de mim!
Decerto choraste,
Ao ver-me desaparecer
Rasgando o horizonte
Sem olhar para trás...
Ia fora de mim, só me tendo a mim!
Os meus olhos iam cheios de miragens e quimeras...
Abri os braços ao mundo,
Querendo saborear, sentir, fruir
Querendo ter tudo a meus pés,
Contendo tudo nas minhas mãos...
Depressa descobri, afinal,
A dor da solidão,
O sofrimento da rejeição,
O sabor a pouco
Dos dias envernizados...
Como dói olhar para dentro
E ver um buraco imenso
Cheio de tudo,
Mas sem nada!
Foi nessas noites
De estrelas apagadas
Que percebi que nada tenho
Se não Te tiver a Ti!
Levantei-me do chão,
Despojei-me das vestes rotas,
Das correntes e das amarras e pensei:
Quero voltar para meu Pai!
Quero encontrar-me, dizer-me,
Quero ser eu outra vez,
Envolvido nos teus braços,
Amado nos teus abraços,
Homem renascido no Amor!
Obrigado Pai,
Pela alegria de voltar,
Pela festa do teu perdão!
Obrigado Pai,
Por acreditares de novo em mim,
Por lavares o meu pecado,

Por me fazeres de novo... enfim!

3 comentários:

cm disse...

Manuel,
Obrigado pelo Post.
Também acredito num Deus assim, que é PAI MISERICORDIOSO.
Um Deus que perdoa porque ama
e ama porque perdoa.
Que chora com a minha ausência e me acolhe no meu regresso.
Num Deus que é Pai... Amor... Perdão... vale a pena acreditar!
Abraço.

Anónimo disse...

Mas o que é o pecado? aquilo que meio duzia de tontos acham por bem defender que é pecado?
Pecado é não ser capaz de amar e de se deixar amar. É reprimir os seus sentimentos, as suas emoções, é não beijar o rosto daquele ou daquela que amamos.
Para Deus, pecado é tudo aquilo que nos impede de sermos livres, é deixar-nos sufocar por moralismos farisaicos, é abdicarmos da nossa felicidade por um bem maior... Bem Maior é simplesmente AMARMOS.
Quando estas palavras fizerem morada nos nossos corações, então sim compreenderemos este encontro do Pai com os seu filho pródigo.
fads

Marco Pereira disse...

Tá mesmo espectacular! Sempre a surpreender Manel. Vai uma tartiii. Abraço