segunda-feira, 12 de março de 2007

Urgência

"E aqueles dezoito homens, que a torre de Siloé, ao cair, atingiu e matou? Julgais que eram mais culpados do que todos os outros habitantes de Jerusalém? Eu digo-vos que não" (Lc 13,4).

Deus não castiga. A doutrina da retribuição judaica está ultrapassada. Nenhum cristão minimamente esclarecido atribuirá as desgraças sofridas pelos homens a eventuais castigos divinos pelos seus pecados. Não há relação entre a morte das vítimas e a sua vida moral. Este ponto está assente, apesar de todos os resquícios empoeirados que, por vezes, vêm ao de cima...
Mas a morte alheia por fatalidades várias; os imprevistos trágicos que cortam a liberdade e expõem fragilidades, são sinais e enérgicos avisos. Estão aí, todos os dias, sem raíz divina, nem pedagogia moral, mas poderosos na sua mensagem cristalina: não desperdices a tua vida! Vive-a plenamente, porque é breve, frágil e preciosa...
O apelo à conversão perante a tragédia não impele ao temor: apela à consciencialização da urgência de ser feliz.

9 comentários:

Jesus disse...

Zelai...pois não sabeis o dia nem a hora.

MC disse...

muito feminina a imagem do teu novo blog. Algo me diz que disse uma asneira...mas que importa isso? Se não pudermos asneirar com os amigos, vamos fazê-lo onde? ;)

beijos, Manel

Manuel disse...

Jesus (?!)

Pois...

Manuel disse...

MC,

Dito por ti, isso não me soa a intenções ofensivas, mas a rasgado elogio! Certo?
Obrigado
Beijos

David Bengelsdorff disse...

Manuel

É bom estares de volta.
Quanto ao post só uma nota. Deus pode castigar, como correção. Como um pai castiga um filho.

/me disse...

Vejo que voltas revigorado. :)

Manuel disse...

DAvid,

Obrigado.
Achas mesmo que castiga?

Manuel disse...

/me,

Obrigado.
O vício a isso me obrigou!

Abraço

fredy disse...

No meu ponto de vista Deus não castiga.Ele simplesmente nos dá um sinal para que possamos interpreta-lo como um aviso de que algo não esta bem e como tal temos de o corrigir.
Embora por vezes para nós certas coisas ñ sejam vistas com uma "asneira"mas perante os olhos de Deus podem o ser.
Quase todo o ser humano procura a Felicidade ,embora por vezes ñ ser pelos melhores caminhos,mas nessa altura importa é ser Feliz.
O resto vem depois.....